Shrek: ser feliz pra sempre também cansa



Ajudar a cuidar dos filhos, a mulher, os amigos, banhos de lama interrompidos, a privada que sempre entope, o pântano que virou atração turística. É... Shrek não aguenta mais ser feliz para sempre. E na primeira oportunidade o ogro mais engraçado dos cinemas decide sair da rotina. Ele troca um dia de sua vida por um outro, em que ele possa ser temido, como um ogro de verdade.
Mas para que a mágica aconteça, Shrek entrega para o malvado Rumpelstilskin um dia de sua vida. Qualquer data... E é aí que começa a confusão porque o vilão escolhe justamente o nascimento do ogro. Assim, ele não nasce, não conhece Burro e Gato de Botas, não salva a princesa Fiona da maldição e o reino de Tão Tão Distante cai nas mãos das bruxas.
Ao ver a confusão em que se meteu, Shrek se vê na obrigação de remediar tudo isso e ter sua vida de volta. E junto com os amigos Burro e Gato de Botas, que não são bem o Burro e o Gato de Botas como conhecemos dos outros três filmes da saga, o ogro vai à luta para conseguir quebrar esse feitiço! O que não vai ser uma tarefa muito fácil e que pode não terminar bem...
É que para Shrek não bastava ter Fiona por perto, três filhos amorosos, amigos leais, um reino que o amava, ele precisava de mais. Ou melhor, precisava de menos: queria ser temido. Mas esqueceu que ao optar por essa outra vida perderia aqueles que o amavam. Então, o ogro teve que ver como era o outro lado para valorizar tudo o que tinha e quem sabe conseguir tudo de volta.
“Shrek para sempre” não é tão engraçado como os outros três filmes, mas tem uma história muito interessante. É um daqueles longas que fazem refletir sobre a vida e as projeções que fazemos para nós mesmos. É que às vezes a felicidade está ali nos rodeando todos os dias e mesmo assim estamos insatisfeitos.

Textos e imagens desse blog só podem ser publicados e/ou utilizados em outros locais com autorização da autora.
1 Response
  1. Anônimo Says:

    Esse novo filme do Sherk parece ter sido inspirado no tbm interesante filme It's a wonderful life, um
    classico,estrelado pelo talentoso ator americano James Stewart. Aqui no Brasil ele apareceu com o titulo de, A felicidade nao se compra. Como ja vi os outros filmes desse ogro doido, irei ver este tbm.

    Eduardo


    Quem vos escreve

    Minha foto
    Goiânia, Goiás, Brazil
    Jornalista por formação, especialista em Filosofia da Arte. Trabalho em TV, mas sempre ligada ao Jornalismo Cultural, com ênfase em Teatro e Cinema.

    Seguidores